1.png
EsPCEx_FB.png

ESPCEX

ESCOLA PREPARATÓRIA DE CADETES DO EXÉRCITO 

LÍNGUA PORTUGUESA

INGLÊS

MATEMÁTICA

Presencial

Novas turmas

Renan Ex aluno Espcex.jfif

26/10/21 a 30/09/22

Temos descontos especiais para ex-alunos e militares

FÍSICA

QUÍMICA

HISTÓRIA

GEOGRAFIA

INFORMAÇÕES

Curso presencial específico para o concurso da Escola Preparatória de Cadetes do Exército

Início: 26/09/2021 a 30/09/2022

Aulas de segunda a sexta

Períodos: Manhã e Tarde

Opções de curso:

Presencial: tenha acesso ao melhor preparatório de São Paulo, específico para a Escola Preparatória de Cadetes do Exército

- Aulas específicas para o concurso, com professores especialistas e material didático voltado para a sua aprovação

- Plantões de dúvidas, simulados, correção de redações e muito mais

- Todo o apoio online disponível. As suas aulas presenciais serão gravadas e disponibilizadas em nossa plataforma para você assistir quantas vezes quiser.

Entre em contato com um atendente especializado nos números 11 2391 7381/ 11 2391 7382 / 11 2391 7384.

Ou clique aqui para falar direto com o nosso whatsapp

whatsapp icone.png
BANNER FORM SITE.png
 

ESCOLA PREPARATÓRIA DE CADETES DO EXÉRCITO - ESPCEX

A Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx), localizada na cidade de Campinas, SP, é o estabelecimento de ensino militar do Exército responsável por selecionar e preparar os jovens para o ingresso no Curso de Formação de Oficiais das Armas, do Quadro de Material Bélico ou do Serviço de Intendência. O concurso é composto por exame intelectual, inspeção de saúde, exame de aptidão física, comprovação de requisitos biográficos e averiguação de idoneidade moral. As provas do exame intelectual geralmente ocorrem em meados de setembro, e os candidatos classificados dentro do número de vagas são convocados para se apresentar na EsPCEx em janeiro do ano seguinte, a fim de submeterem-se às demais etapas do concurso de admissão citadas acima.Em caso de aprovação em todas as etapas da seleção, o candidato é matriculado e passa a ser militar da ativa do Exército Brasileiro, na condição de Aluno da EsPCEx. Se concluir o curso com aproveitamento, prosseguirá para a Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), em Resende (RJ), onde, após 4 anos, concluirá o Curso de Formação e será declarado Aspirante a Oficial  das Armas, do Quadro de Material Bélico ou do Serviço de Intendência do Exército Brasileiro. 

Dentre os principais requisitos, é necessário que o concorrente seja brasileiro nato, tenha o ensino médio completo e quanto à idade, de 16 a 21 anos completos.

 

A primeira fase (prova teórica) acontece geralmente entre o final do mês de setembro e o início do mês de outubro, aplicada em dois dias consecutivos (sábado e domingo) e composta no total, por 90 questões objetivas mais a redação redação, sendo:

 

No primeiro dia são cobradas 20 questões de Língua Portuguesa, 12 questões de Física, 12 questões de Química e a redação, que vale de 0 a 100 pontos (caráter eliminatório). Com o período de duração de 4H30

 

No segundo dia são cobradas 20 questões de Matemática, 12 questões de História, 12 questões de Geografia e 12 questões de Inglês. Também com o período de duração de 4H30

 

Após a divulgação dos gabaritos e a realização dos recursos, e necessário que em cada disciplina, o candidato atinja a nota acima da mediana de cada matéria e faça pelo menos 50 pontos na redação.

 

HISTÓRIA DA ESPCEX

 

O ensino Preparatório do Exército teve início em 1939, com a transformação do Colégio Militar de Porto Alegre em "Escola de Formação de Cadetes", depois denominada Escola Preparatória de Porto Alegre (EPPA). Quando a EPPA teve sua capacidade esgotada em receber novos alunos, o Exército Brasileiro decidiu criar novas escolas preparatórias para atender a grande procura pela carreira das armas.

 

Dessa forma, pelo Decreto-Lei nº 2.584, de 17 de setembro de 1940, surgia a Escola Preparatória de Cadetes de São Paulo (EPSP), instalada, provisoriamente, no edifício destinado ao Hospital Sírio-Libanês, situado na rua da Fonte, nº 91, atual Adma Jafet, no bairro da Bela Vista, cedido para essa finalidade pelo Governo de São Paulo, que manifestou grande interesse em ter uma escola militar em seu território.

 

Em 1944, teve início a construção do atual prédio da Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx), situado na área da centenária Fazenda Chapadão, em Campinas, cujo projeto, em estilo colonial espanhol, é de autoria do engenheiro-arquiteto Hernani do Val Penteado. Em 1942, foi criada, também, a Escola Preparatória de Fortaleza (EPF). Em 1946, São Paulo, instituiu-se a SRL (Sociedade Recreativa e Literária), órgão representativo do corpo discente, expressão da comunidade estudantil, que viria a se constituir em estimulante auxílio para a diversificação das atividades dos alunos na vida escolar.

 

Nesse mesmo ano foi realizado o primeiro baile de formatura, no Teatro Municipal de São Paulo. A EPSP funcionou na capital por 18 anos. O ano de 1958 foi o último de formação dos alunos da EPSP na capital. Em 1959, por meio do Decreto nº 45.275, de 23 de janeiro de 1959, a EPSP era transferida para Campinas, EPSP-1948passando a se chamar Escola Preparatória de Campinas (EPC).

 

As três Escolas Preparatórias atravessaram as décadas de 1940 e 1950 em franca atividade, mas em 1961, por meio do Decreto nº 166, de 17 de novembro de 1961, as escolas preparatórias foram extintas, restando apenas a Escola Preparatória de Campinas (EPC). De imediato os alunos das Escolas de Fortaleza e Porto Alegre foram transferidos para Campinas. Para 1962, estava suspenso o Concurso de Admissão e a extinção da EPC ocorreria em 31 de dezembro de 1963, com a conclusão do curso pelos alunos remanescentes.

 

A sociedade campineira, liderada pelo Comandante da EPC, mobilizou-se no sentido de anular a extinção da EPC. Em 27 de novembro de 1963, o Diário Oficial da União publicava a revogação do art. 3º do Decreto 166,de 17 de novembro de 1961. Com isso, a Escola prosseguia na sua missão de formar os futuros Cadetes de Caxias.