• sacatitudedigital

Tudo sobre Exame Psicológico em Concursos

Uma das etapas mais difíceis e que mais reprova candidatos, sem dúvidas, é o Exame Psicológico. No concurso da Polícia Militar de São Paulo, por exemplo, 70% dos candidatos são reprovados nesta fase.

Pensando nisso, esse texto pode te ajudar a estar mais preparado. Lembrando que não existe um treinamento para ser aprovado na Fase Psicológica e sim, uma orientação para que você tenha mais chances de conseguir.

Ser reprovado no Teste não significa que o candidato tenha problemas psicológicos a serem resolvidos, mas sim que suas características, seu perfil não está de acordo com os parâmetros da Instituição.



Muitos candidatos são pegos de surpresa com questionamentos sobre seus comportamentos que levantam a hipótese de que não se conhecem bem ou que não sabem lidar com situações possíveis de acontecer no dia a dia de um PM, por exemplo. E por isso, não se encaixam no perfil de trabalho.

Os participantes serão analisados por profissionais credenciados no Conselho Regional de Psicologia. Os testes são muito semelhantes ao de uma entrevista de emprego, porém em concursos é comum observar o excesso de sinceridade dos candidatos. Ao participar da fase, muitos entendem a avaliação como uma sessão de terapia e acabam se abrindo, revelando dados que não são pertinentes e, por isso, são eliminados.



Há duas etapas na fase psicológica, a primeira é o Teste Coletivo com duração aproximada de 4h e a segunda o teste individual, parecido com uma entrevista de emprego, e serve para validar o primeiro teste coletivo.

O perfil exigido leva em consideração os seguintes aspectos:

Flexibilidade Moderada (será avaliado a rigidez ou ausência dela na sua conduta como profissional da PM);

Disposição para o trabalho (sua capacidade de suportar e manter um bom nível de energia mesmo diante de situações extremas, sem que isso comprometa sua integridade física ou mental);

Capacidade de Liderança (Equilíbrio entre próatividade e autocrítica e sua criatividade em agregar à comunidade);

Relacionamento Interpessoal (será analisada a forma como você se relaciona com seus colegas de trabalho e as pessoas em geral);

Inteligência;

Fluência Verbal (analise da capacidade de se expressar de forma clara e eficiente); Resiliência (qual o potencial de superar frustrações e aprender com as experiências do dia-a-dia, melhorando seu desempenho);

Iniciativa (qual a disposição de cada candidato para agir diante de situações e tarefas); Autoconfiança (capacidade de acreditar em si mesmo);

Atenção Difusa (capacidade de captar rapidamente informações diversas);

Descontrole Emocional (analise sobre o comportamento racional versus emocional, onde o segundo compromete a atuação do profissional por emoções como ansiedade, impulsividade ou até agressividade);

Sinais fóbicos (analise de medos patológicos ou irracionais dificultando o autocontrole);

Falta de Domínio Psicomotor (dificuldade de se movimentar com eficiência).




Para se encaixar no perfil que a Instituição procura você não precisa fazer nenhum curso, mas sim estar devidamente preparado para os questionamentos dessa fase. Para isto preparamos um guia que pode te ajudar até o dia da prova. Pegue lápis e papel e treine bastante. Responda as seguintes questões numa folha. Se puder, faça uma redação sobre cada questão e toda semana repita o processo. Com o tempo fazendo você vai melhorando e analisando os pontos que precisam ser melhorados;


1. Quais são suas qualidades?

2. Quais são seus defeitos?

3. O que você sabe sobre a Instituição? (Polícia Militar)

4. Por que você quer ser Policial Militar?

5. Quais são seus pontos fortes e fracos?

6. Quais são seus planos ao entrar na Polícia Militar

7. O que a Instituição espera dos candidatos?

8. Que tipo de candidatos a PM espera?




Lembre-se, o autoconhecimento é a principal chave nessa etapa. Muitos candidatos são eliminados porque simplesmente não se conhecem e acabam externando isso no exame. Muitos não sabem como lidariam em situações extremas que os policiais militares passam, ou seja, não saberiam expressar seu comportamento se indagados no exame.

Treine sobre você, leia muito sobre autoconhecimento, sobre a instituição que irá avaliar você, se conheça e saiba que qualquer habilidade pode ser melhorada ou então desenvolvida!


E não se esqueça, vá ao exame descansado, tente ficar o menos possível ansioso. Isso pode alterar seu resultado.

1,585 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo